As terras de Baião são montanhosas (Serras do Marão e da Aboboreira, esta invulgarmente rica de vestígios arqueológicos). O limite sul do concelho é o próprio Rio Douro, em troço alargado em albufeira pela Barragem do Carrapatelo, o que lhe acrescenta as potencialidades para os desportos de água, a pesca e o simples lazer à beira-rio.

A paisagem varia das zonas de montanha para as encostas e zonas ribeirinhas. O topo da serra tem horizontes desafogados, mas é apto apenas para a pastorícia e pouco mais. Pelo contrário, nos refegos das ladeiras do Douro, a vegetação é luxuriante: muito milho, vinha, matas frondosas e, junto à margem, laranjais.

Eça de Queirós descreve essa exuberância da natureza em A Cidade e as Serras. É de resto esse romance, cuja acção decorre parcialmente na aldeia de Tormes, aliás Santa Cruz do Douro, uma das referências culturais do concelho. A Casa de Tormes ainda lá está, na posse da família, sede de uma fundação com o nome do escritor e cheia de objectos que evocam a sua presença. A vila de Baião é uma povoação risonha, espevitada, que se anima extraordinariamente em dias de festa (como o São Bartolomeu, em 23 e 24 de Agosto) e de feira, cada quinze dias, em que os actos de comprar e vender são efectuados com os mesmos vagares e manhas de épocas idas. Os negócios fecham-se frequentemente com um copo de bom vinho verde, produto local.

São as terras altas que fornecem a matéria-prima para o prato principal da gastronomia de Baião: o anho, que se serve de preferência assado com arroz de forno, com temperos que não se revelam. Para rematar a refeição, o chamado biscoito da Teixeira, ou então o bolo da prima, ou ainda as cavacas.

É ainda a condição rural do concelho que, empurrando o homem para a auto-suficiência, favorece a existência de um artesanato que é um dos mais ricos de toda a região. Em Gestaçô fazem belíssimas bengalas, muitas delas com punhos de fantasia. Outras formas de artesanato que mostram ainda uma razoável vitalidade são a cestaria fina de piorna, a latoaria, a chapelaria em palha e a tecelagem de mantas garridas de lã.